Dicas básicas de paisagismo para projetar seu próprio jardim

Você pode contratar um paisagista ou incentivar-se a projetar o jardim. Se você escolher este último caminho, uma aventura exploratória sem precedentes o aguarda, na qual você deve considerar algumas questões.

A primeira coisa antes de começar a desenhar o seu jardim é procurar uma planta do terreno. Se possível, faça algumas fotocópias para poder trabalhar nelas. Se você não tem um plano, pode medir as dimensões do jardim e fazer um esboço com um lápis.

Por outro lado, escreva num caderno tudo o que gostaria que o seu jardim tivesse, incluindo tudo o que viu nos jardins dos amigos, nos espaços públicos, etc. 

Dicas básicas

Uma prática interessante é ficar no centro do jardim e olhar ao redor para imaginar formas e tamanhos, cantos para móveis, setores para adicionar caminhos ou iluminação, cores e plantas. 

Neste processo deve-se levar em conta as vistas e assim antes de decidir para onde vai cada coisa, será necessário levar em conta onde estão as janelas para que o melhor do jardim possa ser visto de dentro. 

Leve em consideração seus vizinhos, se há prédios nas laterais, como gira o sol, quando predomina a sombra.

Muitas dessas pré-avaliações o ajudarão a definir o estilo do seu jardim. Além disso, você pode olhar revistas e mergulhar online para descobrir que estilo de jardim deseja.

 Pode ser clássico ou novo, natural ou com um pé no artificial, com lagoas ou simples. Um dos segredos para obter bons resultados é conseguir o equilíbrio perfeito entre formalidade e informalidade, misturando aspectos de um jardim natural com um geométrico.

Lembre-se de levar em consideração o dinamismo de qualquer jardim: nada é estático nele porque a natureza varia de acordo com o clima e a estação do ano. 

Um arbusto pode ser grande ou pequeno, uma planta pode ter flores coloridas ou apenas parecer verde. Esses aspectos também são importantes quando se pensa no seu jardim.

Crie comunidades em torno de jardins compartilhados

Essa ideia não é nova, já foi aplicada antes em condomínios horizontais e em coberturas de prédios de departamentos e escritórios, mas o fato de eliminar completamente as cercas é novo.

 Está previsto deixar pequenas divisões para definir onde terminam as casas, mas para criar uma grande área comum que aumenta drasticamente a coexistência entre as comunidades vizinhas.

Depois de COVID-19, as pessoas vão querer retomar suas cidades, para criar lugares bonitos onde estudar em casa e o trabalho de casa é projetado e não parece uma reflexão tardia, e onde o clima, a natureza e a comunidade têm precedência sobre o trabalho. 

Um dos grandes benefícios que se espera com as hortas comunitárias é a incorporação da natureza na vida acadêmica e profissional dos moradores da comunidade, aumentando sua produtividade.

Há uma percepção inglesa de que possuir um castelo requer sua própria terra. Mas se queremos melhorar a coesão da comunidade, devemos eliminar o quintal onipresente e unir os espaços externos para a comunidade.

O objetivo será projetar espaços onde as pessoas possam se sentir em casa sem perder a capacidade de criar comunidades e onde o contato com a natureza seja essencial no dia a dia.

More to explorer

Across.

Com mais de 10 anos no mercado, nossa empresa busca desenvolver um departamento de recursos humanos alinhado e competente que auxilie na organização de recrutamentos e seleções, além da retenção de talentos.

Contato.

Todos os direitos reservados – Across RH 2019