Tudo o que você precisa saber sobre o glaucoma na terceira idade!

O Glaucoma é uma doença que ocorre na região dos olhos e é causada, principalmente, pela pressão intraocular. Tal pressão faz com que haja lesões no nervo ótico e compromete a visão de maneira significativa.

Sua conceituação pode até parecer simples, no entanto, essa condição é uma das maiores responsáveis pelos casos de cegueira. 

Existem diversas possíveis causas, como a diabetes, a idade e também a genética. Pensando nisso, é relevante sempre manter em dia o acompanhamento com um oftalmologista especializado, assim se viabiliza a investigação e descoberta logo no início. 

Os médicos podem também, em determinadas ocasiões, receitar um colírio de prevenção ao Glaucoma ou iniciar tratamentos mais agressivos. 

Deste modo, o presente artigo tem o objetivo de focar em pacientes na terceira idade, evidenciando informações importantes e capazes de auxiliar na construção do conhecimento, que faz a diferença na forma de lidar com a doença. Não deixe de conferir!

Glaucoma de ângulo aberto, fechado e secundário 

O glaucoma possui diferentes tipos, já que pode se desenvolver sob padrões distintos, sendo eles:

  • Glaucoma de ângulo aberto: Considerado o tipo mais comum de glaucoma, por ser recorrente em cerca de 80% dos pacientes com diagnóstico. A pressão intraocular é ocasionada por uma alteração em região específica dos olhos, também chamada de câmara anterior. 
  • Glaucoma de ângulo fechado: É um tipo menos comum, quando comparado ao anterior. No entanto, suas causas são ligeiramente parecidas, devido ao aumento da pressão intraocular que impede que o líquido dos olhos seja devidamente drenado. 
  • Glaucoma secundário:  Este tipo de glaucoma, como o próprio nome diz, é causado por enfermidades anteriores. Dentre elas estão as cataratas, uveítes e também a diabetes. 

Sintomas

A maioria dos casos de glaucoma pode se manifestar sem que o paciente note, ou seja, é possível que a doença apareça silenciosamente e os sintomas não se sinalizem rapidamente. No entanto, em idosos há uma característica interessante, que pode ser considerada como um fator diagnóstico. 

Tal característica é a probabilidade do aumento de quedas. Quando o glaucoma se manifesta nos idosos, alguns sintomas que podem vir a aparecer posteriormente, são facilmente confundidos com sinais comuns da chegada na terceira idade, como a baixa visão, visão embaçada, nublada ou mesmo turva. 

Nesse sentido, segundo o Hospital de Olhos Dr. Ricardo Guimarães, o risco de quedas se torna ainda mais comum e estas podem até ser graves. Outros sintomas que podem ser confundidos, são: 

  • Diminuição da percepção de contrastes; 
  • Dificuldade para ler; 
  • Lentidão para ler;
  • Perda gradativa do campo visual; 
  • Dificuldades para se adaptar a ambientes claros ou escuros; 

Prevenção e Tratamentos

Conforme mencionado em tópicos anteriores, o tratamento para o Glaucoma vai depender do estágio de avanço da doença, da pessoa propriamente dita e da abordagem do médico oftalmologista. Alguns utilizam o colírio, enquanto outros priorizam tratamentos com medicamentos orais ou mais incisivos. 

Para idosos, a prevenção ideal é se manter ativo, fazendo atividades físicas do seu gosto, movimentando-se sempre, evitando situações de muito estresse, usando óculos escuros, reduzindo o consumo de álcool, cigarro e de outras drogas. 

Vale salientar que procurar um médico faz toda a diferença e pode evitar o diagnóstico tardio, capaz de ocasionar em cegueira irreversível. Esperamos que as informações aqui presentes possam ser úteis para sua jornada de construção do conhecimento. Obrigada por nos acompanhar até aqui!

More to explorer

Across.

Com mais de 10 anos no mercado, nossa empresa busca desenvolver um departamento de recursos humanos alinhado e competente que auxilie na organização de recrutamentos e seleções, além da retenção de talentos.

Contato.

Todos os direitos reservados – Across RH 2019